Orçamento Empresarial

| Online

Carga Horária: 30 horas/aula

Data: 11 de maio até 10 de junho

Valores: Alunos, ex-alunos FECAP R$ 240,00 Externos: R$ 480,00

Período de Inscrição: até 13 de maio

Prof. Ademar Lucas

Sobre o curso

PÚBLICO-ALVO:

Profissionais interessados em adquirir capacitação diferenciada e de alto nível em criação, controle e gestão do Orçamento Empresarial (Controladoria Operacional). Com um conteúdo destinado ao aprendizado, exercício e formação de gestores da área e visão ampla dos processos de concepção e controle do plano orçamentário organizacional, este curso destina-se a suprir lacunas no conhecimento e no aperfeiçoamento de profissionais da área, incluindo-se diretores, gerentes, supervisores, chefes, coordenadores, profissionais da área contábil-financeira e orçamentária. Destina-se ainda aos demais profissionais interessados em desenvolver habilidades para geração contínua de valor nas organizações, através do uso eficaz dessa ferramenta de controle e gestão.

OBJETIVO(S) DE APRENDIZAGEM:

A partir da concepção e da elaboração do orçamento empresarial podemos antecipar situações futuras as quais possam repercutir na continuidade de nossa atividade empresarial, o orçamento permite com que possamos atuar com rigor e critérios quanto à utilização de recursos financeiros para a continuidade dos negócios.

A predição de situações futuras possibilita que possamos também controlar as ações desenvolvidas pela entidade, o orçamento então passa a não ser somente um instrumento de planejamento, mas de verificação e de fiscalização para saber se o desenvolvimento das funções gerenciais e da utilização dos recursos estão sendo corretamente aplicados.

Seguimos o entendimento de Michael Porter, segundo o qual destaca que não basta uma simples estratégia para que sejam alcançados resultados expressivos, mas de meios os quais sejam suficientes para programar e controlar o fluxo de receitas e despesas para fazer com que haja o melhor desempenho da atividade empresarial.

Alguns pontos serão essenciais em nossa abordagem:

1) Análise dos pressupostos utilizados para o desenvolvimento do orçamento, associado ao planejamento estratégico da entidade;

2) Compreensão da estrutura do orçamento empresarial;

3) Análise dos principais tipos de orçamentos empresariais e o alinhamento do estilo à cultura organizacional da entidade;

4) Análise da importância da controladoria para o desenvolvimento desta ferramenta;

5) Consolidação de informações orçamentárias, dotada de elementos tangíveis, para uma tomada de decisão estratégica e tática pela entidade; e

6) Desenvolvimento do controle orçamentário, o qual deve evidenciar se tudo aquilo que foi planejado e previsto efetivamente foi realizado em momento posterior.

Conteúdo

• A importância do desenvolvimento do orçamento empresarial para a entidade;
• As principais competências a serem assumidas pelo Controller para operacionalização do orçamento;
• Configuração da estrutura do orçamento empresarial;
• Principais tipos de orçamentos empresariais: estático (budget) e ajustado (forecast);
• A importância do orçamento flexível, de previsão contínua (rolling) e das tendências orçamentárias;
• As principais metodologia orçamentárias;
• Visões e tendência de análise diferenciada em razão de um alinhamento quantitativo;
• Utilização de dados histórico para a atividade e identidade do Controller;
• Orçamento base zero;
• Orçamento baseado em atividades;
• Controle matricial orçamentário;
• Orçamento-além (beyond budgeting) e as condições para sua estruturação;
• A importância da estrutura orçamentária, sobre o plano orçamentário e sobre as premissas orçamentárias necessárias para sua realização;
• A divisão clássica do orçamento empresarial: operacional, de investimento e de financiamento;
• Os outros orçamentos necessários para o direcionamento do plano operacional: orçamento de compra de materiais, orçamento de mão de obra na produção, orçamento dos custos indiretos de fabricação e orçamento de despesas administrativas;
• O orçamento financeiro e o fluxo monetário para aquisição de ativos;
• A importância da utilização da alavancagem para a consolidação do orçamento de financiamento e de investimento;
• A importância do processo orçamentário para a formação e a consolidação de demonstrativos contábeis projetados;
• O orçamento empresarial enquanto instrumento estratégico.

A trilha de aprendizagem é o caminho pelo qual o aluno deverá percorrer durante o processo de ensino-aprendizagem de modo que haja eficiência e eficácia nesse processo.
O curso está organizado em 6 módulos e cada um deles contém os seguintes Materiais Instrucionais e Atividades práticas:
Materiais Instrucionais
1- Videoaula: é um vídeo onde o professor faz um apanhado geral do conteúdo do módulo e fala dos pontos mais relevantes;
2- E-book: é um texto com o conteúdo teórico do respectivo módulo;
3- Aula explicativa: É uma aula criada em PowerPoint e gravada na forma explicativa, com o uso de vídeo ou de som.

Atividades práticas:
4- Fórum para discussão: Neste ambiente o professor-tutor e os alunos deverão interagir para discutir o assunto tratado. Eles poderão também apresentar dúvidas e discutir com seus colegas acerca do tema ali proposto;
5- Autoavaliação: São 10 questões objetivas onde o aluno poderá verificar como foi seu aprendizado referente ao módulo estudado.

• Videoaulas;
• Apostilas (e-book);
• Fóruns de discussões;
• Aulas explicativas;
• Autoavaliações.

Dedicação do discente e participação nos fóruns de discussões dos seis módulos. É necessário para aprovação, no mínimo, 70% de participação ativa em todas as atividades.

ANTUNES JUNIOR, José Antonio Valle; KLIEMANN NETO, Francisco José; FENSTERSEIFER, Jaime Evaldo. Considerações críticas sobre a evolução das filosofias de administração da produção: do "just-in case" ao "just-in-time". Rev. adm. empres., São Paulo , v. 29, n. 3, p. 49-64, Sept. 1989. Disponível em . Acesso em 02 outubro 2017.
CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE. Resolução CFC 2015/NBCTG27(R3). Disponível em: . Acesso em: 20 novembro 2015.
CORBARI, Ely Célia; MACEDO, Joel de Jesus. Análise de Projeto e Orçamento Empresarial. Curitiba: Editora Intersaberes, 2012.
FERREIRA, J. A. S. Finanças corporativas: conceitos e aplicações. São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2005.
FREZATTI, Fábio. Beyond budgeting: Inovação ou resgate de antigos conceitos do orçamento empresarial?. RAE, v. 45 n. 2, abr./jun. 2005.
LUZ, Érico Eleuterio da (org). Gestão financeira e orçamentária. São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2015.
MARTINS, Eliseu. Contabilidade de Custos. São Paulo: Atlas, 2003.
MARTINS, Tomas Sparano, et al. Planejamento Estratégico Orçamentário. São Paulo: Editora Intersaberes, 2012.
PADOVEZE, Clóvis Luís (Org.). Orçamento empresarial. São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2012.
PADOVEZE, Clóvis Luís; TARANTO, Fernando César. Orçamento empresarial. São Paulo: Pearson/Prentice Hall, 2009.

Sobre o professor

Empresário, administrador de empresas, contador e advogado. Mestre em Ciências Contábeis, cursou LLM (Master of Law) em Direito Societário e MBA Executivo em Administração. Especialista em Finanças Corporativas, Direito Tributário, Pós-graduado e especialista em Direito de Família e Sucessões, tendo ocupado cargos de Vice-Presidência, Diretoria Adm. Financeira, Jurídica, RH e Relações com Investidores em empresas multinacionais como Philips, Samsung, Delphi e em empresas nacionais de grande porte. Especialista em recuperação, gestão interina, avaliação, negociação e turnaround de organizações de médio e grande porte. Professor de cursos MBA e Pós-Graduação, de diversas matérias, ligadas às áreas financeira, controladoria, auditoria, projetos, direito societário, tributário e família em diversas instituições, tais como: IPT/USP, FIPE, Mauá Engenharia, FIAP e FECAP.

Ademar Lucas

Compartilhe :

Receba tudo que rola no universo FECAP?

Ou