Eldorado/Estadão - Cidade de São Paulo, 468 anos. Cidade de Santos, 476 anos. Duas cidades vitais do agronegócio brasileiro - FECAP

Eldorado/Estadão – Cidade de São Paulo, 468 anos. Cidade de Santos, 476 anos. Duas cidades vitais do agronegócio brasileiro

Em 25 janeiro a cidade de São Paulo completou 468 anos e a sua ligação com o agronegócio é...
Agronegócio | 26/01/2022
Compartilhe :

Em 25 janeiro a cidade de São Paulo completou 468 anos e a sua ligação com o agronegócio é umbilical. Comandou o plano de valorização do café, no início do século XX. Empresários paulistas afirmaram: “sabemos produzir café, não sabemos comercializar”, e assim também criaram a primeira faculdade de gestão de negócios do país, a Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado, FECAP, em 1902.

Hoje a cidade significa cerca de 11% de todo PIB do Brasil, se fosse um país estaria dentro das 60 maiores economias do mundo, pertinho do PIB da Ucrânia, no leste europeu, para dar um exemplo. O Estado de São Paulo representa 36% do PIB brasileiro, e sobre a cidade paulistana, ao considerarmos o conceito de agronegócio, um complexo sistema agroindustrial, o movimento econômico e financeiro do antes das porteiras das fazendas, ao lado de tudo o que vem depois dos campos, águas e mares, a cidade de São Paulo reúne bancos, universidades, tradings, bolsa de mercadorias, a matriz das grandes indústrias de alimentos, bebidas, tecelagem, o setor de logística, as indústrias mecânicas, químicas, genética, informática, telecomunicações, mídias, tudo isso gerando insumos e mecanização digital.

São Paulo também o maior varejo de alimentos do país, supermercados, a gastronomia famosa no mundo todo, o Ceagesp, maior entreposto de produtos agrícolas da América Latina. Portanto, São Paulo é a maior praça de movimentação econômica financeira do agro brasileiro, e uma das 10 maiores do mundo. E iremos ver logo o crescimento de agricultura vertical e periurbana. Na metrópole, com potencial de muita produção de hortaliças, o que será importante também para combater o aquecimento climático na cidade.

E Santos? No início da valorização do café, começo do século XX, foi a logística, o caminho, o porto que colocou São Paulo e o café no mundo, onde até hoje somos os líderes mundiais da cafeicultura e Santos o maior porto de café do planeta. Também ao lado da ferrovia Santos Jundiaí, foi o portal de entrada de milhões de imigrantes, e ficou conhecida como terra da caridade e da liberdade, com a primeira Santa Casa brasileira.

26 de janeiro, Santos completa 476 anos. O porto santista significa 27% da corrente comercial do Brasil. China o principal parceiro. E do Estado de São Paulo, Santos representa 56,5% das relações comerciais com o exterior. Em 2021 foram 4.856 navios e 147 milhões de toneladas, com destaque para suco, cítrico, açúcar, soja, milho, trigo, conteiners e fertilizantes. No café, Estados Unidos, Alemanha e Bélgica os três principais mercados.

Feliz aniversário cidades de Santos e São Paulo, onde quase nada se planta, mas onde muito se industrializa, comercializa e gera serviços, compondo o conceito legítimo de agribusiness. Ou seja, sem agro não tem negócio mas sem negócio não tem agro, basta aprender com mais de 4 milhões de produtores rurais no Brasil vivendo na miséria e com renda de bolsa família. Onde não tem negócio não tem agro, tem indignidade de vidas. Que haja cada vez mais agroconsciente, agrocidadania, cooperativismo presente, e gestão inteligente de cadeias produtivas.

José Luiz Tejon para Eldorado/Estadão.

Fonte: https://tejon.com.br/blog/eldoradoestadao-cidade-de-sao-paulo-468-anos-cidade-de-santos-476-anos-duas-cidades-vitais-do-agronegocio-brasileiro Acessado em: 26/01/2022.

Notícias Relacionadas

SIGA A FECAP NAS REDES SOCIAIS

Quer saber mais sobre a FECAP?