Especialista elenca dicas para quem quer empreender em 2021 - FECAP

Especialista elenca dicas para quem quer empreender em 2021

2020 foi um ano atípico que obrigou indivíduos e empresas a saírem de sua zona de conforto. Um...
Centro de Empreendedorismo | 27/01/2021
Compartilhe:

2020 foi um ano atípico que obrigou indivíduos e empresas a saírem de sua zona de conforto. Um ano de perdas econômicas, de vidas humanas e de liberdades individuais. Diante de tal cenário, porém, o sonho de empreender, para muitos, transformou-se em uma oportunidade para driblar a crise, incrementar renda ou até superar um eventual desemprego.

“Em 2020 o Brasil deve bater recorde de empreendedores iniciais. E isso é histórico no Brasil, país marcado pelo chamado empreendedorismo de necessidade: ao perder outras fontes de renda, muitos cidadãos buscam o empreendedorismo. Neste caso, contudo, muitas das vezes sem o preparado adequado”, opina o professor e membro do Conselho Curador da Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado (FECAP) Edson Barbero.

A seguir, ele elenca algumas dicas para quem quer empreender em 2021.

SEJA CRIATIVO E INOVADOR

Empreender diante de tamanha crise econômica e restrições sanitárias está entre as atividades mais desafiadoras. Isto deve-se ao fato de uma forte recessão de demanda, alto desemprego e portanto, diminuição de renda do consumidor somados às grandes incertezas no cenário econômico a curto e médio prazo.

Porém, sem pecar por generalizações simplistas, o povo brasileiro tende a ser criativo. No entanto, especialmente diante de uma crise como a que vivemos, para que o empreendedorismo realmente consiga ser sustentável ao longo do tempo é preciso muito mais do que boas ideias. Ser criativo (ter ideias) é diferente de ser inovador (levar a ideia ao mercado e torná-la lucrativa).

Tais características apontam para a necessidade de uma postura mais conservadora, mas que ao mesmo tempo não implique em ausência da inovação. Realismos com otimismo. Refiro-me aqui ao conservadorismo no sentido de ações como preservação de caixa, maior cuidado com as decisões a serem tomadas, maior esforço de pesquisa, análise de concorrentes e demais práticas de gestão que se fazem ainda mais importantes em um cenário como o que vivemos, repleto de incertezas. Estude, estude, estude … e depois tenha firmeza de execução.

Tais incertezas são oriundas de diversas naturezas e são refletidas em uma maior dificuldade de previsão do comportamento do mercado como um todo para o ano de 2021 e anos seguintes. Temos acompanhado um mercado financeiro bastante volátil com a maioria das empresas ainda receosas em alocar investimentos, a meu ver, e portanto, tais características demonstram um momento em que o empreendedor deve, ainda mais, analisar todos os cenários possíveis acerca do mercado em que deseja atuar.

TENHA ESPÍRITO EMPREENDEDOR

Espírito empreendedor e capacidade de solução de problemas com novas ideias ainda são ingredientes primordiais para quem deseja ter seu próprio negócio.

Podemos considerar o momento atual tal como de alto risco, mas, isso não significa, contudo, que estamos em uma temporada de ausência ou de limites para práticas empreendedoras. Como todas as demais crises, há também grande possibilidade de oportunidades inseridas neste contexto.

OBSERVE AS OPORTUNIDADES

As oportunidades precisam ser observadas com cuidado, e cada um, em seus diferentes setores. O cenário atual nos demostra alguns pontos importantes para quem pensa em empreender, como por exemplo, há maior participação dos negócios digitais na economia e na sociedade como um todo.

Muitas empresas e famílias buscaram, durante a pandemia, soluções para seus problemas por meios digitais. Fato este pode ser observado em várias vertentes, desde a educação que passa por um intenso processo de transformação digital, até os home offices e outros tantos serviços que passaram a atender seus clientes através de meios digitais.

ABRACE A DIGITALIZAÇÃO

Se a digitalização já era algo presente anteriormente, a pandemia acelerou este processo, tal qual uma semente virasse árvore. Portanto, as oportunidades devem estar justamente na junção de arsenal tecnológico para a solução de problemas.

SOLUCIONE PROBLEMAS

Neste sentido, não apenas há referência em ações em tempos de pandemia e de crise econômica, mas de uma ação empreendedora assídua e focada com o olhar voltado para a inovação e soluções de problemas, elementos imprescindíveis para o sucesso. Encontre um problema importante e o solucione com eficiência!

Um empreendedor deve ser aquele que encontra problemas na sociedade e economia e procura solucioná-los com eficiência, buscando soluções que sejam melhores, as quais chamamos de “maior valor agregado” quando comparadas àquelas já existentes no mercado.

Portanto, a pergunta que se faz a um empreendedor é: “Qual é o problema que eu posso resolver de modo eficiente, utilizando tecnologias, com foco em clientes específicos e que me permita ser agregador e, como conseguinte a isto, seja possível ter rentabilidade e resultados econômicos satisfatórios?”.

A busca, portanto, é por problemas solucionáveis diante das capacidades deste empreendedor. O desafio é, como fazê-lo?

ENTENDA AS PESSOAS

A chave para o sucesso está intimamente relacionada a busca em compreender os humanos, em saber conversar e essencialmente ouvir as pessoas na busca por conhecer o mercado. Não me refiro aqui a uma pesquisa formal com formulários estruturados, mas sim ao ato de estar “de antenas ligadas” e “radar atento”, no contato pessoal com quem o cerca, procurando assim, identificar oportunidades, entender quais as dores individuais e quais são as necessidades coletivas de seu entorno que podem ser transformadas em uma oportunidade de exercer o empreendedorismo na solução destes problemas.

ADAPTE O NEGÓCIO AO “NOVO NORMAL”

Por fim, o mundo pós pandêmico que começa a surgir em 2021 deve exigir negócios que sejam capazes de se adaptar a uma nova realidade de mercado consumidor, o chamado “novo normal” do dia a dia dos indivíduos e empresas.

Neste mundo pós pandemia, de esperança reascendida com o início da vacinação, é possível observar forte tendência para negócios que tenham por base a tecnologia, saúde, bem estar e vida saudável (aqui uma gama enorme de categorias estão incluídas, como alimentação, esportes, cosméticos naturais, etc.) e serviços de entrega que apresentaram um boom em 2020 e ainda tem muito a ser explorado e melhorado.

Notícias Relacionadas

SIGA A FECAP NAS REDES SOCIAIS

Quer saber mais sobre a FECAP?