Alunos de Administração desenvolvem artigos para ONG de empreendedorismo social - FECAP

Alunos de Administração desenvolvem artigos para ONG de empreendedorismo social

O período de formação traz muitas oportunidades de conexões e experiências no mercado de...
Centro de Empreendedorismo | 28/06/2021
Compartilhe:

O período de formação traz muitas oportunidades de conexões e experiências no mercado de trabalho que serão essenciais para a apresentação de egressos preparados para os desafios que cada profissão apresenta. 

Pensando em aproximar os estudantes de necessidades reais e problemas da nossa sociedade, o prof. Edson Barbero, coordenador do Centro de Empreendedorismo da FECAP, junto com o Alumni Alvarista Rodrigo Fadelli, firmaram uma parceria com a ONG de empreendedorismo social Aventura de Construir. 

Cursando a disciplina de Fundamentos de Administração, a proposta de parceria oferece aos estudantes da matéria a oportunidade de realizar pesquisas e escrever artigos sobre empreendedorismo social que serão publicados no blog da ONG. 

O objetivo foi aproximar esses alunos de experiências da vida real, em situações de vulnerabilidade. Os textos foram revisados junto com os professores e serão publicados no nosso blog de forma periódica. 

 

Aventura de Construir 

“A Associação Aventura de Construir” nasceu em 2011, quando a italiana Fondazione Umano Progresso (FUP) decidiu ajudar os microempreendedores da zona oeste de São Paulo atendidos pela Associação dos Trabalhadores Sem Terra (ATST), já que o índice de microempreendedorismo dessas áreas era aproximadamente o dobro da média nacional. 

Contrariamente a outros movimentos de “Sem Terra”, o objetivo da ATST é ajudar as pessoas a comprar legalmente o terreno para construírem sua própria casa, valorizando os esforços sem substituir-se a eles. 

E por que uma Fundação de Milão se interessou por uma associação que luta pela moradia na zona oeste em São Paulo? O ponto em comum entre essas duas “extremidades” é a centralidade da pessoa na visão do desenvolvimento. 

O trabalho da ATST não se resume em possibilitar o acesso à casa própria, mas também, na conscientização das famílias para se mobilizarem na realização de um sonho. Esse processo que aposta no protagonismo da pessoa foi o que mais chamou a atenção da FUP. Para as duas instituições o trabalho é a máxima expressão do ser humano em dar forma à realidade, ou seja, tudo que a pessoa realiza tem o poder de transformar sua vida e a realidade a sua volta. 

Notícias Relacionadas

SIGA A FECAP NAS REDES SOCIAIS

Quer saber mais sobre a FECAP?