Alunos do Colégio FECAP desenvolvem projetos inteligentes - FECAP

Alunos do Colégio FECAP desenvolvem projetos inteligentes

O Colégio FECAP iniciou o novo curso Movimento Maker: usando a estrutura do Laboratório...
Colégio | 05/04/2022
Compartilhe:

O Colégio FECAP iniciou o novo curso Movimento Maker: usando a estrutura do Laboratório Maker-STEAM, os alunos desenvolverão as trilhas casa tech, smart city, play e health track. As aulas iniciais do projeto são da trilha health track: participam da atividade os alunos do Ensino Técnico Rayssa Menezes (está desenvolvendo um sensor de batimentos cardíacos), Heitor Candido (está desenvolvendo um display para controle de flexões) e Isabela Zimerer (está desenvolvendo um monitor de ECG). 

O Movimento Maker teve início nas primeiras manifestações do movimento Do It Yourself (DIY), conhecido como Faça Você Mesmo, inspirada na cultura punk dos anos 1960. Vão desde tutoriais de customização de roupas até a criação do seu próprio foguete. 

Segundo o professor Nivaldo Zafalon, responsável pelo projeto, estamos sendo rodeados por mutações de uma cultura movida pelo propósito de fazer e de compartilhar soluções práticas e concretas e ela tem ganhado cada vez mais força. 

“O que começou com tutoriais de projetos manuais de fácil aplicação acabou tomando novas proporções, englobando projetos de robótica e de eletrônica. E a evolução deste mindset de criação aliado a contextos mais amplos e mais avançados de solução de problemas deram origem ao que chamamos de Movimento Maker. Os Makers são eternos aprendizes, além de pessoas práticas, curiosas e apaixonadas”, explica. 

O LABORATÓRIO  

O Laboratório Maker-STEAM é um dos novos componentes curriculares que fazem parte das disciplinas dos alunos ingressantes no Colégio FECAP, além de integrar parte das disciplinas de empreendedorismo dos cursos superiores de Graduação da FECAP.  

O laboratório segue duas das principais tendências da educação: a interdisciplinaridade de conhecimentos como artes, ciências, tecnologia, engenharia e matemática; e o movimento maker, em que os alunos colocam a mão na massa para praticar, experimentar, tirar ideias do papel e projetar soluções de forma autônoma e colaborativa.  

Todo o espaço foi projetado para que os alunos tenham autonomia, identifiquem, entendam e discutam problemas reais e complexos, analisem e construam soluções para estes problemas, fazendo ciência com as próprias mãos.   

A estrutura do laboratório conta com recursos diversificados, dos tipos analógico (morsas, moto esmeril, martelos e variados instrumentos de corte manual) e digital (cortadora laser, impressora 3D e notebooks), além de mobiliários flexíveis que podem ser adaptados de acordo com a proposta de cada projeto. No Maker-STEAM, todos os espaços auxiliam na promoção do conhecimento dos alunos e permitem múltiplas configurações. 

Notícias Relacionadas

SIGA A FECAP NAS REDES SOCIAIS

Quer saber mais sobre a FECAP?