fbpx

Assumi como síndico, e agora? Veja 5 dicas indispensáveis para a gestão

Depois de ter passado a emoção da assembleia, os novos síndicos eleitos precisam ter calma:...
Curta Duração | 19/01/2021
Compartilhe :

Depois de ter passado a emoção da assembleia, os novos síndicos eleitos precisam ter calma: todos os desafios podem ser superados se buscarem conhecimento e uma parceria com uma administradora de condomínios comprometida em cumprir com todas as exigências legais.

Segundo a coordenadora Profª Rosely Schwartz dos cursos “Administração de Condomínios e Síndico Profissional, Módulos I, II e III” da Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado (FECAP), deve-se considerar ainda todas as precauções de proteção sanitárias indicadas pelos agentes públicos devido à pandemia, como uso obrigatório de máscara e distanciamento entre pessoas. As assembleias poderão ser híbridas ou 100% virtuais, dependendo do condomínio, e desde que a convenção não proíba as assembleias virtuais.

A seguir, confira cinco dicas da especialista para os novos síndicos.

1. Faça uma análise das pastas de prestação de contas da gestão anterior  
a) Referente aos recolhimentos das retenções e encargos, principalmente se o síndico é isento ou recebe remuneração, verificando se o INSS relativo ao encargo de 20% e a retenção de 11%, se for o caso, foram recolhidas. Nos recibos dos autônomos, verificar se foram feitas as retenções e os recolhimentos do INSS (encargo de 20% e a retenção de 11%) e do ISS;
b) Verificar se os cálculos estão corretos na folha de pagamento, se há muitas horas extras, e se as férias são pagas de acordo com a legislação.
Caso o síndico não tenha conhecimento para analisar essas questões, é importante que um profissional seja contratado. Algumas vezes, um morador com conhecimento de contabilidade poderá fazer essa análise sem custos. Se for necessária a contratação, é importante que seja aprovada em assembleia para justificar o gasto que o condomínio terá com o trabalho.

2. Aprove em assembleia a contratação de um engenheiro com especialidade em estrutura para fazer uma inspeção predial 
A constatação técnica das condições da edificação é determinada conforme a NBR nº 16.747/2020 da ABNT. Esse relatório deverá ser levado para uma assembleia, com vistas a documentar o estado que foi encontrado o edifício e se será necessário adotar providências, se devem ser urgentes ou não.

3. Realize uma primeira reunião com todos os funcionários para conhecê-los  
Indique quais serão seus objetivos na gestão. Evidencie que eles serão fundamentais para o sucesso do trabalho e que pretende investir em treinamento de todos.

4. Realize reuniões individuais com cada funcionário  
É importante para identificar quais são as expectativas de cada um e quais são os problemas que eles estão encontrando com o trabalho, além do que esperam do gestor.

5. Analise os recursos que o condomínio tem disponíveis em conta corrente e nos fundos de Reserva e de Obras
Veja se cada um deles está em contas separadas, que possibilite acompanhar as movimentações e os saldos de cada uma delas, sendo os Fundos em contas vinculadas à conta corrente. Avalie também se os recursos disponíveis são suficientes para pagar todas as contas previstas no orçamento já aprovado ou se será necessária uma nova assembleia. Não deixe que a conta ordinária fique negativa: divida esse problema com todos os condôminos.

CURSO PROFISSIONALIZANTE

A FECAP oferece o curso “Administração de Condomínios e Síndico Profissional, Módulo I, II e III”. As atividades são totalmente on-line, com aulas ao vivo para todo o País, como se o aluno estivesse em uma sala de aula interagindo com a professora e os colegas. Estão abertas as inscrições para turma com início em março.

Segundo a coordenadora do curso, Profª Rosely Schwartz, para atuar com responsabilidade na área da administração de condomínio, uma formação adequada é fundamental para diferenciar o profissional no concorrido mercado condominial. “Tanto condomínios residenciais como comerciais precisam atender a uma ampla legislação, que pode ser comparada às normas das empresas, além da crescente exigência dos moradores. Gerenciar bem o patrimônio significa ter um ambiente harmonioso, seguro, tranquilo e valorizado”, diz.

Os cursos oferecem aos participantes todos os subsídios necessários para gerenciar de forma eficiente qualquer condomínio. Como os módulos não são necessariamente sequenciais, o aluno pode, aleatoriamente, fazer qualquer um dos três (I, II e III), adequando-os à sua disponibilidade de tempo. No entanto, para ter a capacitação completa, é indispensável que o aluno curse as 122 horas dos três Módulos (I, II e III).

O público-alvo é formado por pessoas que são ou querem se tornar síndicos, profissionais de empresas administradoras de condomínios, síndicos profissionais, advogados, zeladores, gerentes prediais que buscam atualização e demais interessados.

Um importante diferencial do curso é o atendimento de dúvidas dado aos alunos pela professora, mesmo após o término do curso. Além do certificado e apostilas, os alunos do Módulo I também recebem o e-book “Revolucionando o Condomínio”, 15ª Edição, com 380 páginas.

Curso de Curta Duração de Administração de Condomínios e Síndico Profissional  
Inscrições: até 26 de março de 2021
Carga Horária: 122 horas ao todo
Módulo I, a partir de 22/03 (52h)
Módulo II, a partir de 07/04 (35h)
Módulo III, a partir de 08/04 (35h)
Investimento: R$ 1.050,00 – Conheça a política de descontos.
Professora: Rosely Schwartz
Inscrições e mais informações: clique aqui!

Notícias Relacionadas

SIGA A FECAP NO INSTAGRAM

Quer saber mais sobre a FECAP?