Projeto do Colégio FECAP é selecionado para o programa Parlamento Jovem Brasileiro (PJB) - FECAP

Projeto do Colégio FECAP é selecionado para o programa Parlamento Jovem Brasileiro (PJB)

Estudante do Técnico em Meio Ambiente passou uma semana em Brasília após ser aprovado com...
Colégio | 21/11/2019
Compartilhe :

Estudante do Técnico em Meio Ambiente passou uma semana em Brasília após ser aprovado com projeto sobre energias renováveis em comunidades isoladas

Entre os dias 22 e 29 de setembro, Erick Gunha, estudante do segundo ano do Ensino Médio Técnico do Colégio FECAP, participou do Parlamento Jovem Brasileiro (PJB), projeto que promove a participação de estudantes em workshops e palestras, além de simular a rotina dos parlamentares de Brasília.

Durante a semana em que esteve na capital, Erick pôde entender melhor como se formam chapas, de que maneira são elaboradas pautas e como se organizam eleições de mesas diretoras; além disso, participou de sessões deliberativas em comissões. Os projetos sugeridos pelos selecionados no programa foram analisados, relatados e debatidos para aplicação.

“Fiquei sabendo do projeto por intermédio da Profa. Luana Souza, de Biologia, que também leciona Legislação Ambiental no Técnico em Meio Ambiente. Ela nos apresentou a oportunidade de elaborarmos um projeto de lei no âmbito da sustentabilidade e eu aceitei o desafio”, comenta Erick Gunha, que escreveu sobre energias renováveis para comunidades isoladas.

Com uma semana para o prazo final de entrega do projeto, o aluno se dedicou intensamente por três dias, buscou dados e exemplos que o ajudaram a entender as técnicas textuais legislativas para se enquadrar no edital. Precisou, também, familiarizar-se com as características específicas de texto para projetos de leis, como ementa, artigo, inciso e parágrafo.

“A justificativa foi o mais importante na elaboração do conteúdo, pois foi o espaço em que pude usar os conhecimentos adquiridos durante a vida e dimensionar a importância do projeto apresentado. Eu achei um documentário no YouTube sobre energia elétrica em comunidades indígenas e me interessei muito pelo assunto, então pensei: seria muito legal se eu desenvolvesse um projeto para esse tipo de comunidade, pois atualmente elas têm energia por meio de motores à combustão que geram muita poluição e barulho”, conta Erick sobre a sua escolha de tema para escrever o projeto de lei.

Dessa maneira, elaborou o Programa de Desenvolvimento de Comunidades Isoladas, que propõe medidas de incentivo para empresas instalarem sistemas de geração de energia renovável e limpa em comunidades isoladas, como indígenas, quilombolas, ribeirinhas, caiçaras e todo tipo de agrupamento que não está incluído no sistema de distribuição pública de energia tradicional.

Erick e outros 78 estudantes ficaram em um alojamento durante a semana toda, com uma rotina intensa de atividades e horários a serem cumpridos.
“Foi muito interessante poder conviver com jovens de outros estados, pois percebemos que mesmo com a distância e as diferenças culturais todos tínhamos os mesmos costumes e nos demos muito bem. Foi legal essa interação”, observa Gunha.

Entre as atividades programadas para a semana estava a interação com participantes de anos anteriores do PJB, o que trouxe muitas esperanças para os próximos passos de Erick. Ele se põe à disposição para que alunos que queiram participar do projeto no ano seguinte possam contatá-lo, pois acredita que a quantidade de contatos que se faz em cada estado é fundamental.

“É uma formação não como pessoa graduada ou técnica, mas como pessoa cidadã. Eu passaria um ano inteiro nessa correria se eu pudesse, pois foi muito gratificante. Valeu muito a pena! Tenho plena certeza de que foi a melhor experiência da minha vida e de muitos outros jovens que também puderam participar”, reflete Erick acerca da experiência.

Notícias Relacionadas

SIGA A FECAP NAS REDES SOCIAIS

Quer saber mais sobre a FECAP?