FECAP

Notícias

IFECAP aponta 6ª queda na confiança de comerciantes paulistas

Institucional Publicado em: 30/06/15
Índice mostra que inflação, desemprego e incerteza dos consumidores quanto ao futuro do País prejudicaram as vendas no mês de junho

Os comerciantes paulistas demonstraram pessimismo com os negócios em junho novamente, em decorrência de um cenário econômico instável, com inflação e desemprego. Após seis quedas consecutivas, o IFECAP (Índice FECAP de Expectativas nos Negócios) registrou novo recorde negativo em sua série histórica – abaixo dos centos pontos. 

A escala varia entre zero e 200, sendo que cem é a fronteira entre o pessimismo e o otimismo – em geral, os índices anteriores a abril variaram entre 100 e 110.
O IFECAP marcou 96,10 pontos em junho na série com ajuste sazonal, o que representa uma queda de 0,9% quando comparado ao mês anterior. Em relação ao mesmo período do ano passado, o índice recuou 11,9%.
 


"Apesar do resultado negativo, os comerciantes estão um pouco menos insatisfeitos, o que pode ser visto pela quedo menos acentuada no índice. O IFECAP continua negativo porque há muita desilusão dos brasileiros com a economia", afirma Eric Brasil, economista e coordenador do Núcleo de Pesquisa IFECAP.

As expectativas para o próximo trimestre, captadas pelo Índice-Futuro, apresentaram queda de 4,4%, com 98,33 pontos na série com ajuste sazonal. Houve recuo no Índice-Futuro Vendas (-5,2%) e no Índice-Futuro Encomendas (-3,4%). Na comparação com o mesmo período do ano passado, o Índice-Futuro caiu 17,2%.

Por porte da empresa, as expectativas pioraram em relação ao mês anterior entre as grandes e microempresas e melhoraram entre as pequenas e médias empresas. Do ponto de vista regional, as expectativas caíram na capital e subiram no interior.

"O IFECAP de julho deve vir com mais otimismo. Afinal, ou os comerciantes recuperam o otimismo ou fecham a loja de vez, principalmente com os juros altos, que inviabilizam um empréstimo emergencial”, conclui o economista.