FECAP

Notícias

Aluno FECAP tem opção de intercâmbio em universidade do Sul

Institucional Publicado em: 11/06/19
Univates (Universidade do Vale do Taquari), em parceria com a FECAP, oferece oportunidade para alunos de Administração

Agora os alunos que estudam Administração na FECAP têm mais uma forma de incrementar sua formação. A parceria é a primeira que prevê o intercâmbio nacional de alunos, possibilitando aos estudantes a vivência em outra cultura, mesmo dentro do próprio país.

A ideia da parceria é possibilitar uma troca de alunos, abrindo portas para que estudantes da Univates possam estudar na FECAP e vice-versa. “O Brasil é um país continental. Abrir possibilidades de intercâmbios regionais com Instituições de alta qualidade, como a Univates, permite melhor compreensão do país e contato com diferentes culturas e comunidades. Ficamos muito felizes em poder receber os intercambistas; serão bem acolhidos pela comunidade Alvarista”, comenta Taiguara Langrafe, Vice-Reitor da FECAP.

Há muitas vantagens para o aluno paulista que desejar trocar de ambiente por um período. A Univates está localizada em uma região com muitas pequenas e médias empresas e agroindústrias que, em sua maioria, funcionam por gestão familiar, o que possibilita o conhecimento de uma outra realidade organizacional. “Acredito que a oportunidade seja muito interessante. A família Univates está de braços abertos esperando”, incentiva Gabriel Braido, Coordenador do curso de Administração da Universidade.

A parceria com a Universidade do Vale do Taquari (Univates) foi firmada a partir do encontro, no Programa de Capacitação de Gestores Educacionais da ANGRAD, entre a Prof. Sandra Façanha e o Prof. Braido, Coordenadores do curso de Administração da FECAP e da universidade sulista, respectivamente.

Durante a conversa que firmou a parceria entre as Instituições, o Prof. Gabriel Braido apresentou uma disciplina que é lecionada na Univates que contagiou os presentes. Trata-se da aula de “Vivências em Gestão”, que busca proporcionar aos estudantes uma experiência prática em contextos organizacionais, por meio de viagens para outros espaços que possam dar a dimensão real do que é aprendido em sala de aula. Já aconteceram viagens para Buenos Aires, Rosário e a mais recente para São Paulo.

O professor descreve ainda como é a dinâmica: “A disciplina é organizada em 3 momentos, sendo o primeiro uma preparação para a viagem, quando apresentamos o roteiro de visitas aos estudantes e eles devem pesquisar sobre as Organizações que visitaremos. O  segundo é a viagem de estudos, que dura cerca de uma semana e o terceiro é o fechamento, no qual as experiências e percepções da viagem são compartilhadas”.