FECAP

Notícias

Nota máxima na avaliação do MEC (ENADE)

Pós Graduação Publicado em: 28/09/12

ENADE 2006

Matérias da Revista Ensino Superior

Ajuda para superar a bagagem de deficiências
Fórmulas do sucesso

Enade 2006 avalia menos de 1% dos cursos com a nota máxima

Dos 45 cursos mais bem avaliados no ENADE 2006, sete estão em São Paulo. São eles:
FECAP (administração);
FGV-Eaesp (adminstração);
Fiam-Faam (música);
Unesp (biblioteconomia em Marília);
Unimesp (formação de professores em Guarulhos);
Facamp (administração e comunicação social, nas habilitações jornalismo e publicidade, em Campinas).

Na edição 2006 do Enade (Exame Nacional de Desempenho de Estudantes), um dos sistemas de avaliação da qualidade do ensino superior, apenas 0,79% dos 5.701 cursos avaliados (exatos 45) tiveram nota máxima nos dois conceitos empregados pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), orgão ligado ao Ministério da Educação (MEC). Em ambos os indicadores, essa reduzida seleção de cursos obteve nota cinco, topo da escala que começa com a nota um.

Os conceitos são do Enade, que considera o desempenho de ingressantes e concluintes nos cursos, e o IDD (Indicador de Diferença Entre os Desempenhos Observado e Esperado), que avalia o quanto de conhecimento os cursos agregam aos alunos.

O Enade aplica provas, por amostragem, a ingressantes e concluintes de cerca de 15 cursos superiores: diferentes áreas são avaliadas anualmente, formando um ciclo. A USP (Universidade de São Paulo) e a Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) não participam do exame, pois alegam que têm seus próprios métodos de avaliação e não concordam com a metodologia do exame.