fbpx

FECAP + Inclusão

Desenvolvimento



O FECAP+ é a área da instituição responsável por prezar pelas diretrizes voltadas à valorização da diversidade, promoção dos direitos humanos, da inclusão de pessoas com necessidades especiais e da igualdade étnico-racial.

O Centro Universitário Álvares Penteado – FECAP, é uma instituição livre de preconceitos e um ambiente que valoriza a Diversidade, a Tolerância e o Respeito. Corroborando o intuito da instituição nesta direção. Tal situação pode ser verificada no Código de Ética da Instituição, no seguinte item 4: diversidade, tolerância e respeito.

Em vista dos valores e posturas suscitados pela ética e inerentes à credibilidade deste Centro Universitário, ou seja, a honestidade, a coerência e a responsabilidade, espera-se que, nos campi da FECAP, predomine o respeito e a tolerância face à diversidade que caracteriza as manifestações culturais e comportamentais da sociedade contemporânea.

O FECAP+ deve difundir esse valor, respeitando a diversidade e promovendo o princípio da tolerância para fortalecer o respeito e a aceitação das diferenças pessoais relacionadas às origens culturais, à formação, à personalidade e à orientação sexual.

Será objeto de sanções por parte da Comissão de Ética desta Fundação toda e qualquer manifestação de intolerância que envolva ou resulte em proselitismo do preconceito contra origem, etnia, sexo, idade, credo, ateísmo, classe social, posição ideológica e incapacidade física que envolva a comunidade acadêmica FECAP.

Entende-se, aqui, que os princípios de diversidade, tolerância e respeito sejam precipuamente aplicados as pessoas. Mas, além disso, tais princípios norteiam o respeito ao meio ambiente, à memória cultural da FECAP e ao patrimônio físico e cultural da instituição.

Partindo-se da concepção apresentada acima e consoante com as diretrizes nacionais indicadas pelo Ministério da Educação – MEC, a política de valorização da diversidade, promoção dos direitos humanos e da igualdade étnico-racial, do meio ambiente, da memória cultural, da produção artística e do patrimônio cultural define-se com base nas seguintes diretrizes:

As atividades de ensino, pesquisa, extensão e da área administrativa devem estar embasadas no respeito aos Direitos Humanos, internacionalmente reconhecidos como um conjunto de direitos civis, políticos, sociais, econômicos, culturais e ambientais, sejam eles individuais, coletivos, transindividuais ou difusos, referem-se à necessidade de igualdade e de defesa da dignidade humana.

A FECAP deve efetivar ações que impliquem na adoção sistemática de respeito aos Direitos Humanos por todos(as) os(as) envolvidos(as) nos processos educacionais.

A educação em Direitos Humanos, na FECAP, deve promover a educação para a mudança e a transformação social, fundamentada nos seguintes princípios: I - dignidade humana; II - igualdade de direitos; III - reconhecimento e valorização das diferenças e das diversidades; IV - laicidade do Estado e da Instituição; V - democracia na educação; e VII - sustentabilidade socioambiental.

A Educação em Direitos Humanos, na FECAP, deve ter como objetivo central a formação para a vida e para a convivência, no exercício cotidiano dos

Direitos Humanos como forma de vida e de organização social, política, econômica e cultural.

A Educação das Relações Étnico-Raciais, na FECAP, se dará pelo por meio de conteúdos, competências, atitudes e valores, nas atividades de ensino, pesquisa, extensão e técnico-administrativas.

Ações ou Projetos

A seguir, a título de exemplificação, apresentamos ações e projetos, não exaustivos, de como tal política está sendo implementada:

Disciplinas regulares, em todos os cursos de graduação, que versam sobre os diferentes temas de direitos humanos, diversidade, tolerância, relações étnico-raciais e meio ambiente.

Apoio Psicopedagógico: o programa proporciona atendimento psicológico emergencial e preventivo; canal de escuta para acolhimento e superação de possíveis conflitos; oferece aconselhamento, orientação e encaminhamento dos estudantes; e procura aumentar a identificação do aluno com a FECAP.

Apoio, por meio do reconhecimento da legitimidade, de cessão de espaço, equipamentos e outros recursos para as diferentes entidades estudantis, tais como: FecaPride (coletivo LGBT); Fecap Social (atividades sociais); Coletivo Ruth Cardoso (coletivo feminista); Célula FECAP (coletivo evangélico); Busca-se apoiar a formação integral dos estudantes, estimulando valores e comportamentos como o respeito à diversidade, a tolerância e o respeito.

Oferta regular da disciplina de LIBRAS, como optativa e validação como atividades complementares, sem custo adicional para os participantes.

A FECAP conta com um programa de coleta seletiva de lixo, que ao mesmo tempo torna a instituição mais sustentável do ponto de vista ambiental assim como é uma medida educativa ao dar exemplo aos seus estudantes.

Adesão ao PRME: O Centro Universitário Álvares Penteado - FECAP aprovou em seus Conselhos Superiores (CONSEPE e CONSUNI) a adesão ao Principles for Responsible Management Education (PRME). Trata-se de um compromisso junto à ONU e à sociedade de propiciar a formação de líderes responsáveis, com valores alinhados à realização da Agenda 2030. O PDI 2020-2024 da FECAP terá como um de seus direcionamentos as dimensões e indicadores da Agenda.

Adoção do Largo da Pólvora: Como mais uma tangibilização de seu compromisso para com o entorno, a FECAP iniciou, em atividade Cooperativa com a Junior Chamber International Brasil-Japão e a Greenline Latam, o Projeto de Revitalização do Largo da Pólvora. O local é símbolo da Imigração Japonesa no Brasil, e carecia de cuidados à altura de sua importância histórica para a região. O projeto inclui a educação ambiental para os alunos da FECAP, com liderança de Professores do Curso Técnico em Meio-Ambiente.

Quer saber mais sobre FECAP?