Relações Internacionais

Objetivo do Curso

O curso de Relações Internacionais da FECAP propicia um ambiente de estudos focado na transformação do estudante em um Internacionalista competente e altamente qualificado para assumir desafios profissionais apresentados pelo mercado de trabalho e ter uma carreira de sucesso, tanto no setor público como no setor privado.

Matriz Curricular

A Matriz Curricular é organizada por eixos de disciplinas, os Times de Organização Pedagógica – TOPs:

  • Relações Internacionais: as disciplinas deste eixo tratam da evolução histórica e das bases teóricas das Relações Internacionais, visando entendimento dos processos de constituição e dos fatores que influenciam as diretrizes de organismos internacionais (ONU, FMI, OMC) e das políticas de relações exteriores dos países, com foco especial sobre a Política Externa Brasileira.
  • Direito: disciplinas que permitem compreender os aspectos jurídicos que regulam as relações entre os países e o comportamento deles nas negociações e nos arranjos internacionais. Também se estuda como aspectos jurídicos afetam os negócios no âmbito global e definem as relações diplomáticas entre os países.
  • Economia: as disciplinas deste eixo visam entender o comportamento dos agentes econômicos e o funcionamento das economias nacionais e da economia globalizada. Também se estuda como diferentes arranjos internacionais afetam as perspectivas e o desempenho das economias e das empresas internacionalizadas.
  • Ciências Sociais: estas disciplinas tratam dos componentes históricos, políticos, sociais e culturais que caracterizam as Relações Internacionais. Por exemplo, é estudado como conceitos de poder e de regime político afetam as relações entre os países.
  • Formação Prática em Relações Internacionais: disciplinas buscam aplicar conhecimentos de Análise de Política Externa, Geopolítica, Direito, Economia e Ciências Sociais para a compreensão das Relações Internacionais, do comportamento dos organismos internacionais, dos processos de integração internacional, assim como do papel dos Estados, das organizações internacionais e da sociedade civil (ONGs, por exemplo) nas relações envolvendo países e blocos de países (Mercosul, por exemplo) e a Internacionalização de Empresas.
  • Administração: o curso também contém disciplinas que abordam aspectos da Gestão de Negócios Internacionais e da Internacionalização de Empresas, aspectos extremamente necessários e atuais devido à intensificação da globalização e da internacionalização dos mercados, das economias e das empresas. Estuda-se, por exemplo, marketing em mercados internacionais e operações comerciais e financeiras no âmbito internacional.

Informações Acadêmicas

Grade e Corpo Docente 2016